um minuto

Eu vim ficar em silêncio pra dizer o que sempre quis gritar.
Eu tenho medo de não sentir nada um dia – pelo bem da ignorância que nunca deixa ninguém de luto, nunca revolta e nunca machuca. Eu tenho medo de não me importar e ainda assim, ultimamente eu evito ver o sangue e a lama, porque o silêncio da morte grita a voz da ganancia. E eu não sei o que fazer pra salvar todo mundo. O dinheiro e as armas serão sempre maiores que a empatia? Eu tenho medo do quão errada eu provavelmente estou, do quão egoísta e preconceituosa eu sou, do quanto não estou fazendo e pensando, e falando, e vendo e vivendo.

Eu tenho medo da religião. Eu tenho medo do dinheiro.

Eu tenho medo do poder, e de quem acha que tem ele.

Anúncios

2 comentários sobre “um minuto

comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s